5 de agosto de 2010 Postado por Pamella França
“Eu me apaixono mesmo, eu sou intensa mesmo, eu me fodo mesmo, às vezes eu ferro as pessoas mesmo. Tudo é bom, tudo é vazio, tudo é bom de novo. Viver é um absurdo e não dá pra passar por isso tão ileso.”

0 Response to " "

Postar um comentário